Empregabilidade a palavra mágica para se conseguir um emprego!
Compartilhar



Empregabilidade a palavra mágica para se conseguir um emprego!


Mais o que é empregabilidade? 



O termo surgiu na última década e pode ser definido como a qualidade que possui a pessoa que está adequada com as exigências do mercado de trabalho. Em outras palavras, quanto mais suas habilidades se aproximarem do perfil profissional exigido pelos novos tempos, maiores serão as chances no mercado de trabalho; ou seja, maior será sua empregabilidade.


emprego 


A tendência deste início de século não é ter mais um emprego para toda vida, mas sim, se tornar empregável para toda vida. Toda pessoa deve concentrar-se no constante desenvolvimento de suas habilidades, administrar sua carreira para tornar-se empregável


Baixar a guarda em empregabilidade é simplesmente ficar parado. Aliás, ficar parado é o mesmo que andar para trás.


Você abaixa a guarda em termos de empregabilidade quando: 


-Parar de estudar;


-Para de se atualizar, isto é, não lê, não vê TV, não vai ao teatro, não navega na Internet, não vai a associações de classe, não conversa com colegas;


-Acha que está bem instalado e se acomoda no lugar;


-Para de ler anúncios de emprego perdendo interesse por eles;


-Fecha-se deixando de conhecer novas pessoas, convivendo sempre com as mesmas;


-Acha que salário, mesada do pai ou poupança vão durar para sempre;


-Você começa a se perceber repetindo sempre as mesmas coisas sentindo um vazio existencial interno;


-Fica adiando para o ano seguinte projetos antigos.


 


Preparar-se para o mercado de trabalho não é tarefa fácil pois exige esforço no sentido de manter uma organização, atualização e em especial, não deixar-se abater. Como já falamos não baixar a guarda!  


Separamos para você logo abaixo algumas dicas para o mercado de trabalho:


Curiosidade


O cenário, como troca de chefia, de produto principal, demanda por outros resultados. Um aspecto importante no mercado de trabalho é a curiosidade pelo novo e nenhuma resistência a mudanças do seu cotidiano no emprego.


Mesmo que o momento exija abandonar um projeto que esteja dando certo.


Ansiedade


Componente que precisa ser dosado. Quando controlada, a ansiedade se transforma em produtividade, garra e resultados. Em excesso, no entanto, causa tensão e desgaste. Profissionais ansiosos cobram de si e da equipe mais do que podem fazer num determinado espaço de tempo.


Liderança


Muito ligada à forma com que o profissional mantém a equipe focada e motivada, essa competência exige capacidade de resolver problemas de maneira racional e justa. Ainda que sejam questões espinhosas, como demitir um, funcionário. O bom líder sabe identificar os talentos das pessoas à sua volta, reconhecer bons trabalhos e contribuir para a suspensão de performances ruins.


Independência


Característica de quem sabe atuar com autonomia. Profissionais que não tem ou não tiveram, a quem recorrer na hora de encarar os abacaxis tende a desenvolver a independência “É o tipo a quem você diz os objetivos e ele entrega os resultados”.


Criatividade


Como um modismo, muito se fala sobre essa competência, mas, na pratica ela é valorizada. As empresas estão mais preocupadas e interessadas em resultados do que em ideias. É como se a criatividade fosse o oposto da praticidade. “Ainda há resistência com os criativos, embora o perfil das vagas essa competência sempre esteja lá”.


Relacionamento


Envolve todas as competências descritas acima. Mais: traduz-se na habilidade de conviver de maneira harmoniosa no ambiente de trabalho profissional. Para ter essa capacidade, é preciso observar a cultura da empresa, entender a hierarquia além do que está exposto no organograma, ler nas entrelinhas do escritório a melhor maneira de se relacionar com todos. 


Gostou? Então para te ajudar ainda mais disponibilizamos um curso totalmente gratuito!! 


Acesse agora mesmo e já comece a estudar! 


Link para curso: http://bit.ly/acessar-curso-adm


 


Bons estudos!!